Nome de utilizador:
Palavra-passe:
(Fechar)(Recuperar palavra-passe)

Autor: José Pernicas Silva         Data de Publicação: 04Nov2017 08:10:43         Comentários: 0        Ler na origem: http://carapecos.blogtok.com/
O Carapeços carimbou a passagem à próxima eliminatória da taça Cidade de Barcelos ao vencer o fortíssimo “Leões da Serra” por duas bolas a uma.

O Carapeços carimbou a passagem à próxima eliminatória da taça Cidade de Barcelos ao vencer o fortíssimo “Leões da Serra” por duas bolas a uma.

Carapeços 2-1 Leões da Serra1ª Eliminatória da Taça de Barcelos 

Carape_os_2_1_le_es_da_Serra_2017.jpgO dia estava agradável para a prática do futebol. O público, esse, não deixou de comparecer e encheu a maravilhosa bancada. Muitos adeptos da casa, muitos adeptos da equipa de Airó e sobretudo, muitos amantes do futebol popular que tinham a convicção de que este seria um jogo digno de se ver.

 O Mister Sá Pereira fez  3  alterações no onze inicial em relação ao último jogo em Perelhal. Zé Carlos surgiu no lugar de Né , Abilheira no Lugar de Liedson. Azevedo entrou para o lugar de Veloso ,este fora das opções,devido  estar a cumprir castigo.

Rafa, Miguel, Ricardo, Azevedo, Marco, Alegria, Cenoura, Romeu, Zé Carlos, Abilheira e Jeff.

Na segunda parte a tática manteve-se  o Mister  apenas tratou de refrescar  a equipa. Né rendeu Alegria, Liedson rendeu Zé Carlos

Entraram mais fortes os “Leões”. Até ao primeiro quarto de hora foram mesmo eles a mandar no jogo. Trocaram a bola com alguma facilidade. A partir daí o Carapeços conseguiu sacudir a pressão e foi equilibrando o jogo. No entanto, a equipa do Carapeços não conseguia sair a jogar. A maior parte dos ataques saiam em “bate bombo”, tal era a pressão alta levada a cabo pelos Leões, pressão essa que veio a dar frutos para a equipa forasteira. Numa bola perdida pelo Carapeços na zona do meio campo, estes lançam um ataque rápido e com alguma desatenção e desconcentração da defesa da casa, estes chegam ao golo quando já pouco tempo faltava para o intervalo. Foi com este resultado desfavorável que a nossa equipa foi para o balneário.

A segunda metade da partida começou com um Carapeços a ter mais bola e mais dominador sem, no entanto, conseguir marcar.

Aos poucos foi-se verificando uma quebra física dos de Airó. Foi nessa altura que o mister fez sair Alegria e Zé Carlos e entrar Né e Liedson. Aí sim, o Carapeços passou a construir jogadas a partir do meio campo e com rasgos pelas laterais algo que raramente tinha acontecido até aí. Fruto desta melhora, o Carapeços chega ao golo do empate através de uma desmarcação fulgurosa de Jeff.

O Carapeços acelerou ainda mais e teve uma serie de oportunidades mas a bola teimava em não entrar, hora porque ia ao lado, hora porque o guarda-redes dos Leões cumpria o seu trabalho.

O Carapeços falhava e poder-se-á dizer que na única vez que os Leões remataram na segunda parte, iam fazendo o golo, num lance em que Rafa desvia para a trave.

O árbitro da partida deu apenas três minutos de compensação. Parecia pouco mas o Carapeços aproveitou-os de forma soberba. No último minuto de compensação é assinalada uma falta à entrada da área dos Leões. Liedson, concentradíssimo, remata forte por cima da barreira fazendo a bola entrar junto ao poste. Nesse exacto momento, o árbitro apitou para o final da partida.

O melhor do jogo: A equipa após entradas de Né e Liedson.

O pior do jogo: Primeira parte do Carapeços (essencialmente defesa e meio campo) e fadiga dos Leões na segunda parte (acusaram o esforço da primeira).

 

Com o Patrocinio.

Caf__do_Rino.jpg

 

 

Mais de Futebol
© 2017. Todos os direitos reservados | Política de privacidade | Contactos | Tecnologia Nacional [PT]