Nome de utilizador:
Palavra-passe:
(Fechar)(Recuperar palavra-passe)

Autor: Xavier Silva         Data de Publicação: 24Abr2012 20:03:30         Comentários: 0        Ler na origem: http://acordem.com/
Camarate, a confissão de Farinha Simões


Eu acho que os nossos políticos assim como os de qualquer outro país não têm muita escolha: ou servem os interesses das famílias que regem o mundo ou morrem. Por isso é impossível que os políticos de qualquer país façam o seu país sair da crise ou melhorem as condições de vida dos seus “súbditos”. Só estão no poder em qualquer país os maçons que apenas destruirão o país porque seguem o que o seu pai lhes diz. Jesus falou a esse respeito “o diabo veio somente para roubar, matar e destruir e EU vim para que tenham Vida e a tenham em abundância”. É essencial que se conquistem todas as nações através da dívida soberana porque essa é outra forma de conquistar uma nação. Neste momento acho que estão todas excepto o Irão. Mas o que está no apocalipse diz claramente que haverá um governo mundial da besta criado por estas famílias. Este documento/vídeo é uma confissão do homem que pessoalmente liderou o assassinato. Isto é a confirmação do que já sabia sobre os envolvidos e sobre os assassínios perpetrados por eles em todo o mundo.

 

- - - - -

 
Em fins de Abril 2012 Fernando Farinha Simões, ex-agente da CIA, publica com muita coragem uma carta em que confessa e fala por obrigação de consciência tudo o que sabe sobre o “acidente” de Camarate.

Por esta carta se pode verificar que definitivamente Camarate foi um atentado no qual foram assassinadas 7 pessoas, entre os quais, Adelino Amaro da Costa e Francisco Sá Carneiro (em 1981 Ministro da Defesa e Primeiro Ministro da República Portuguesa).

Esta carta de confissão é escrita por Fernando Farinha Simões por razões de consciência e por respeito às famílias das vítimas e respeito pelo povo Português. É claro que entretanto todos estes crimes prescreveram ao abrigo da lei portuguesa.

Esta carta relata que havia políticos de TOPO Portugueses que sabiam do atentado planeado e premeditado a Adelino Amaro da Costa e que Francisco Sá Carneiro também iria ser “metido” no avião e com isso assassinado!

A carta de ao todo 10 páginas (em anexo) contém um cocktail explosivo de nomes de pessoas (Portuguesas e Estrangeiras, Instituições e Lugares), sem ser exaustiva. Não significa que todos são culpados, também há inocentes.

1. Nomes de Pessoas Portuguesas
- Fernando Farinha Simões
- Tenente Coronel Lencastre Bernardo
- Major Canto e Castro
- José Esteves
- Vasco Montez
- Francisco Pinto Balsemão
- General Costa Gomes
- General Rosa Coutinho
- Major Otelo Saraiva de Carvalho
- Mário Soares
- General Diogo Neto
- Coronel Vinhas
- Coronel Robocho Vaz
- Paulo Cardoso
- Penaguião – Segurança Pessoal de Sá Carneiro
- Capitão Dinis de Almeida
- Coronel Corvacho

2. Nomes de Pessoas Estrangeiras
- Helmut Kohl
- Helmut Schmidt
- Jürgen Wischewski
- John Logan – Chefe da CIA na Europa
- Gery Van Dyk – Agente da CIA
- Henry Kissinger
- Frank Carlucci
- Richard “Dick” Cheney
- William Casey – CIA
- George Bush – Pai
- Carlos Lheder Rivas do Cartel de Medellín
- William Hasselberger – Antena da CIA em Lisboa
- Adrian Kashogi – Traficante internacional de armas
- General Noriega – Nicarágua

3. Instituições
- Polícia Judiciária
- Procuradoria-Geral de República
- Comissões de Inquéritos Parlamentares
- BND (Bundesnachrichtendienst) – Serviços de Inteligência Alemãs-Ocidentais
- STASSI – Serviços Secretos Alemães Orientais
- PAIGC
- CIA
- Grupo Bilderberg
- Embaixada dos EUA em Lisboa
- MOSSAD – Serviços Secretos de Israel
- NISS – Serviços Secretos de África do Sul
- DEA – Drug enforcement agency

- CFR – Council on Foreign Relations
- Grupo Carlyle
- Grupo Halliburton
- NSA – National Security Agency
- Banco BCCI dos EUA
- FNLA – Frente Nacional de Libertação de Angola
- Black Eagle Enterprises
- Loja Maçónica em Londres

4. Lugares
- Vivenda Alpendrada / Quinta da Marinha (da Emb. EUA em Portugal)
- Hotel Sheraton em Lisboa
- Hotel Altis em Lisboa
- Casa de Frank Carlucci na Lapa / Lisboa
- Restaurante Galeto em Lisboa
- Aeroporto da Portela
- Restaurante Fouchet’s em Paris
- Base das Lages nos Açores
- Casa de Monzer em Marbella – Espanha

 
Esta carta (em anexo) demonstra que existem sem sombra de dúvidas Políticos CRIMINOSOS que têm imunidade política e que são “fora da lei” e que também estão “acima da lei”.

Também existem comissões parlamentares que “investigam” de forma eterna e nunca há resultados, nem culpados.

Nós, os cidadãos comuns, somos “à força” cidadãos transparentes e somos espoliados com taxas e impostos até à última “gota de sangue”.

Será que por isto os principais partidos políticos em Portugal querem nomear “juízes” que são Maçons para o Tribunal Constitucional?

 

pdf_icon.jpgCarta de Farinha Simões






 

Mais de Anarquia
© 2014. Todos os direitos reservados | Política de privacidade | Contactos | Tecnologia Nacional [PT]