Nome de utilizador:
Palavra-passe:
(Fechar)(Recuperar palavra-passe)

Autor: ../..         Data de Publicação: 08Mar2010 12:12:40         Comentários: 0        Ler na origem: http://mac.blogtok.com/
Por que o Flash não funciona no iPad, iPhone e iPod touch

Flash no iPad não vai rolar e o principal motivo é algo do qual ninguém fala. E esse problema não pode ser resolvido pela Apple, nem pela Adobe, ou por nenhum hardware mágico novo. Em artigo publicado no RoughlyDrafted, Daniel Eran Dilger cita Morgan Adams, desenvolvedor de conteúdo interactivo em Flash que conhece bem os meandros dessa tecnologia e fornece uma interessante perspectiva sobre o Flash no iPad. Os comentários de Adams incluem: “Sou suspeito para falar. Sou desenvolvedor em tempo integral em Flash e adoraria ser pago para fazer sites em Flash para o iPad. Eu queria que isso fizesse sentido, mas não faz. O Flash no iPad não vai (e não deve) acontecer e o principal motivo disso, conforme vejo o problema, é um do qual ninguém fala: os atuais sites em Flash nunca funcionariam bem aparelhos com telas sensíveis a toque. E esse problema não pode ser resolvido pela Apple, nem pela Adobe, ou por nenhum hardware mágico novo.” Segundo Adams, o problema não tem a ver com desempenho, consumo de bateria ou instabilidade — ainda que tais problemas realmente existam —, e sim com a questão de apontar com o mouse. Ele explica que não há como fazer essa função funcionar com o dedo (ou mesmo com um stylus) numa tela de toque porque, nesse tipo de tela, apontar para algo sem clicar implicaria em manter o dedo levemente elevado no ar, caso em que o aparelho não reconheceria o gesto. “Muitos (se não todos) os jogos, menus e até reprodutores de vídeo em Flash requerem um ponteiro do mouse visível. Esses programas são escritos para fazer distinção entre apontar para algo e clicar. Essa distinção é fundamental no projecto de aplicações interactivas e vital no uso básico do conteúdo em Flash. Novo conteúdo em Flash concebido para uso em telas de toque pode ser criado, mas as pessoas querem que os atuais sites em Flash também funcionem — todos eles, não apenas uns aqui e outros ali, e de maneira usável. Isso é impossível, não importa o quê. Tudo que Apple e Adobe poderiam fazer é tornar o actual conteúdo em Flash visível. Poderia ser visto, mas não funcionaria. O usuário detestaria essa promessa não cumprida muito mais do que detesta espaços em branco nas páginas, banners faltando e a necessidade de baixar um jogo da Apple Store uma única vez ao invés de ter que recarregá-lo toda vez que se visita uma página em Flash do jogo”. Além disso, observa ele, alguns sites feitos em Flash requerem o uso do clique com o botão direito (como para acesso a recursos de segurança) e muitos dependem até de teclado físico. “Um teclado virtual numa tela de toque não suporta esse tipo de combinação. E a exibição do teclado virtual na tela atrapalharia a visualização do jogo também. Jogos numa tela de toque requerem controles específicos para essas telas”. “Como desenvolvedor em Flash, imagine meu constrangimento ao ver que meu próprio site animado não funciona num novíssimo iPhone! Então parei para pensar e criei novas animações usando as capacidades de animação CSS do WebKit. Agora os usuários de computadores desktop verão o Flash do adamsi.com, mas os de iPhone versão animações também. Pode ser feito”, conclui Adams.   Leia muito mais detalhes no extenso e altamente recomendável artigo completo de Dilger.

Mais de Apple
© 2017. Todos os direitos reservados | Política de privacidade | Contactos | Tecnologia Nacional [PT]